Prezados associados,

 

Há pouco mais de um mês, três capivaras entraram no clube e encontram-se na área lago.

Estes animais vem do Parque Ecológico e entram pela portaria 1. Como tem hábito noturno, atravessam a pista e acabam se abrigando no lago.

Desde a chegada destes roedores, temos acompanhado os hábitos e condições clínicas das mesmas, que encontram-se em bom estado de saúde.

Coletamos material biológico para exames e estamos tomando todas as precauções, já que estes animais são hospedeiros do carrapato estrela, transmissor da febre maculosa doença causada por uma bactéria.

Estudos mostram que a capivara, embora não seja um reservatório, amplifica e dissemina a bactéria entre os carrapatos. É importante ressaltar que nem todo carrapato estrela transmite a febre maculosa.

Por se tratar de um animal silvestre já solicitamos para que estes animais sejam destinados para ambiente apropriado em uma área de preservação ambiental. Segundo a lei 9605/98 art. 32, matar, mau-tratar ou machucar um animal silvestre é crime, sujeito as penas impostas por ela.

Já temos tentado capturar os animais por alguns dias, inclusive com apoio da polícia militar ambiental que esteve no clube esta semana para realizar o transporte das mesmas. As capivaras têm hábitos semi-aquáticos e devido o tamanho da área fica extremamente complicado a captura. Estamos montando armadilhas para conseguirmos conter e dar o destino correto e digno para estes animais.

Não é indicado qualquer procedimento com dardos anestésicos em locais abertos, pois, caso o animal fuja para a água, pode morrer afogado.

Estamos acompanhando desde a chegada, todo o processo com estes animais que não oferecem neste local, risco de transmissão da febre maculosa.

Estamos tomando todas as providências legais e isto requer tempo para dar o destino e evitar um aumento da população aqui dentro do clube.

Também estamos tomando as medidas necessárias para evitar a entrada de novos animais pela portaria 1.

 

Atenciosamente

 

Diogo Siqueira - Médico Veterinário

Diretoria de e ambiente

Compartilhe