2ª via de boleto
 

 

Muitas áreas da região metropolitana de Campinas estão sofrendo com problemas causados por infestação de escorpiões.

Foi realizado um levantamento epidemiológico no clube após o aparecimento de vários escorpiões da espécie (Titius Serrulatus),
conhecido popularmente como escorpião amarelo, inclusive com um caso de acidente com um funcionário do hipismo.

Os acidentes e aparecimento destes aracnídeos têm ocorrido em toda região, inclusive nos condomínios e bairro em que se situa o clube.

 

Em 2016 realizamos um treinamento para todos os funcionários do hipismo sobre identificação de animais peçonhentos, prevenção e primeiros socorros.

Hoje pela manhã uma associada encontrou um escorpião amarelo próximo ao parque das crianças e em uma busca rápida pela área, nossa equipe encontrou também uma aranha armadeira (Phoneutria Nigriventer). Os dois animais oferecem riscos de acidentes graves.


O escorpião amarelo é um aracnídeo de hábito noturno que se reproduz por partenogênese, isto é, não há a necessidade de um macho e uma
fêmea para que esta espécie se reproduza. Um único indivíduo pode gerar dezenas de filhotes em um único ano. Se alimentam principalmente
de baratas e insetos e habitam galerias de esgoto, e locais úmidos e escuros.

Os acidentes causados por estes animais podem ser bastante graves e os sintomas são dores muito intensas nos locais das picadas, sudorese,
taquicardia, falta de ar, vômitos e até sintomas neurológicos.

Em caso de acidente, a maneira correta de se proceder é lavar bem o local da picada com água e sabão, manter a calma e evitar correr,
andar rápido e ir para os hospitais que possuam o soro específico e capacidade de tratamento e terapia de suporte. Em Campinas, o Mário
Gatti e a Unicamp são os locais indicados.

A prevenção continua sendo a maneira mais efetiva de evitar acidentes, portanto, em casa ou no clube instruam seus filhos e evitem colocar as mãos em frestas de paredes e pedras, entulhos, madeiras e ralos. Inspecionem calçados e roupas antes de vesti-los e nunca toquem em um escorpião.

O parque das crianças ficará fechado durante 48 horas para um levantamento de todos os fatores e áreas de riscos para realizarmos todas as medidas profiláticas e corretivas necessárias para minimizar qualquer risco de acidente. Nesta quinta-feira informaremos a todos os associados quais serão todas as medidas executadas e a data de reabertura do parque.

 

Agradecemos a compreensão de todos.

Qualquer dúvida, estamos à disposição para maiores esclarecimentos.

Atenciosamente

Diogo Siqueira - Médico veterinário
Diretoria de saúde e ambiente

Compartilhe