2ª via de boleto
 

Comemorado anualmente em 5 de junho, desde 1972, quando foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial do Meio Ambiente prevê o estímulo a iniciativas individuais e coletivas que sejam capazes de causar impactos positivos no planeta.


E a Hípica faz parte disso: somos um núcleo de conservação em meio à cidade e sabendo da nossa responsabilidade passamos a adotar novas práticas:


Os bares e restaurantes do clube já separam o lixo orgânico e estudamos quais as possibilidades de reutilização destes resíduos;
Bares e restaurantes também já iniciaram a distribuição de canudos biodegradáveis;
Nesta linha ainda será implantada a campanha do “copo zero”, com o objetivo de diminuir o uso de copos plásticos nas dependências do clube e, com isso, reduzir o montante de plástico que é utilizado. Segundo dados divulgados pela ONU 8 milhões de toneladas de lixo plástico são lançadas nos mares e oceanos por ano;
O projeto “Verde que te quero ver” é uma iniciativa para o manejo e  preservação das nossas 2 mil árvores, incluindo até o replantio das árvores nativas na área de podas;
O clube também passará a contar com um viveiro para coleta de semente e produção de árvores para reposição;


Novas práticas para mudar velhos hábitos e é assim que pensamos no nosso futuro!

BRASIL E MUNDO

O Dia Mundial do Meio Ambiente este ano traz como tema a “Poluição do Ar”, uma questão crítica tanto para o meio ambiente quanto para a saúde humana.  
Com o objetivo de unir esforços para combater este mal, que atinge todas as pessoas, mas é particularmente prejudicial às crianças e mulheres grávidas, a ONU Meio Ambiente no Brasil promove uma série de atividades em todo o território nacional durante a Semana do Meio Ambiente, entre os dias 1 e  9 de junho. No período, o Programa realiza lançamentos, promove ações de engajamento digital, dialoga com vários setores da sociedade e apoia e promove eventos para #CombaterAPoluiçãoDoAr.


Nove em cada dez pessoas em todo o mundo respiram ar poluído. As emissões nocivas são responsáveis por uma em cada nove mortes em nível global e por sete milhões de mortes prematuras por ano. Só no continente americano, mais de 300.000 pessoas morrem anualmente devido à má qualidade do ar. Alguns poluentes atmosféricos também estão diretamente relacionados ao aquecimento global, contribuindo para o desenrolar de uma crise climática.

Fonte: site oficial do Dia Mundial do Meio Ambiente 2019 – em português. 

Compartilhe