2ª via de boleto
 

A Música na Senzala foi especial em 26 de setembro. Realizada na boate, trouxe aos associados o espetáculo “As Quatro Estações", apresentado pela Oficina de Cordas. A realização foi do departamento de Cultura.
O espetáculo encantou os associados, ao aliar a magnífica obra de Vivaldi, à performance musical a declamação poética original adjunta da peça.
O grupo surgiu em 1991, pelas mãos do violinista, pesquisador de rabecas e professor do Departamento de Música da Unicamp, José Eduardo Gramani. O objetivo sempre foi, desde o início, servir de “laboratório” para a performance de instrumentistas de cordas friccionadas, buscando alto nível de refinamento, direcionado à música brasileira escrita para essa formação.
A Oficina participou de diversos projetos culturais e turnês, e se dedicou em diversos momentos ao registro de importantes obras brasileiras. Gravou, em 1994, o CD “Trilhas”, indicado ao Prêmio Sharp, categoria melhor arranjo. Em 2002 gravou “Retratos em vários compassos”, com obras de Radamés Gnatalli, em homenagem ao fundado José Gramani, falecido em 1999. Nessa nova fase, passou a ser dirigida pelo contrabaixista francês TibôDelor, radicado no Brasil e entusiasta pesquisador da música brasileira.

Compartilhe