Os últimos dois anos foram de intensa reformulação no nosso Departamento de Recursos Humanos. Sob comando do Diretor Luiz Roberto Alencar e orientação da consultoria TH3, o departamento está implementando práticas de boa governança largamente disseminadas no mundo corporativo.

O processo de profissionalização segue experiências de governança vividas em grandes empresas e que, quando bem aplicadas e ajustadas à cultura e características do nosso clube, proporcionam uma maior efetividade da organização. No caso da Hípica, as mudanças estão conferindo maior transparência nos processos internos de RH, maior eficiência nas áreas e um melhor serviço prestados aos associados.

Dentre as mudanças implementadas estão a criação de um novo banco de horas, um novo sistema de controle da realização de horas extras, a instituição de uma premiação por assiduidade, regularização de todas as contratações, entre outras.

Sabemos que é um desafio profissionalizar sem perder a essência, e sabemos que esse processo não é simples e muito menos imediato, mas que deve ser bem alicerçado. Nossa proposta é melhorar sempre e implantar uma gestão mais moderna, atendendo aos anseios dos associados.

Diante do desafio apresentado, elegemos ações que possam construir um alicerce sólido para o futuro da gestão de pessoas na Hípica. Uma delas é a formalização de políticas de Recursos Humanos, que reúnem regras e representam um conjunto de critérios para a tomada de decisão.

Como benefício imediato, esta definição de políticas claras, traz justiça no trato com todos os participantes da estrutura organizacional, além de proporcionar decisões com menores níveis de subjetividade e emoção. Quando estabelecemos políticas, temos a oportunidade de tomar decisões antecipadas, onde os aspectos pessoais e emocionais estão sob controle, além de assumir um compromisso com todos os envolvidos, uma vez que o critério é formalizado, buscando defender, mais do que interesses pessoais, os interesses do clube.

No médio prazo, a Hípica será beneficiada com um ambiente de trabalho mais seguro, além de possibilitar o reconhecimento daqueles que desempenham melhor o seu papel e de corrigir condutas que não contribuem para o desenvolvimento do clube.

Sem dúvida, estamos no rumo certo para ter um clube com gestão profissionalizada e eficiente, e que possa seguir sendo um importante lugar de convívio, esporte e atividades sociais, capaz de proporcionar o ambiente ideal para o tempo com a nossa família e amigos.

 

Compartilhe