2ª via de boleto
 

Há muitos anos que diversos gatos habitam o clube. Desde o começo do ano, a diretoria de fauna vem desenvolvendo um projeto que visa o bem-estar dos animais e as questões pertinentes à saúde pública, relacionadas à transmissão de zoonoses (doenças transmitidas de animais para humanos e vice-versa).

Foi realizado um levantamento de todos os felinos que habitam o clube, com as respectivas características individuais, territórios, comportamento e hábitos.

Os animais estão sendo castrados, vacinados e vermifugados. Foram realizados exames de sangue, inclusive de toxoplasmose, doença que afeta também os seres humanos. Todos os resultados deram negativos para Toxoplasma gondii, protozoário causador da doença.

Está sendo realizado também o manejo nutricional dos animais. A partir do estudo realizado, colocamos pontos com alimentação de boa qualidade e abrigos para todos.

Lembrando que abandonar animais no clube ou maltratar é crime, como rege a lei 9605 art. 32.

O objetivo deste controle populacional e do manejo é manter os animais em bom estado de saúde e com a imunidade alta, sem chances de transmissão de doenças e com qualidade de vida.

Nenhum dos animais que habitam o clube oferecem qualquer risco à saúde. O controle populacional (castração) reduzirá gradativamente a quantidade de animais.

Estamos iniciando também uma campanha para adoção responsável de três gatinhos. Todos estão castrados, vacinados,  vermifugados e são extremamente dóceis!
São eles (na ordem da publicação das fotos):
Patrick: aproximadamente 2 anos;
Toddy, cerca de 5 anos e
Docinho, fêmea de aproximadamente 1 ano, castrada há uma semana.
Todos os interessados na adoção devem deixar o contato no SAA.

Todos os gatos são tratados e avaliados periodicamente pelo veterinário do clube, Diogo Siqueira, responsável técnico da área ambiental e epidemiológica, da diretoria de fauna.

Compartilhe